Arquivo mensal: janeiro 2011

Oração Xamã

 

SWEAT LODGE*

 

Que você tenha hoje e a cada dia…

Felicidade para manter a doçura

Provação para manter a firmeza

Tristeza para manter-se humano

Esperança para ser feliz

Sucesso para manter a garra

Família e amigos para lhe dar conforto

Dinheiro para suas necessidades

Fé para banir a depressão

E determinação para fazer com que

cada dia seja melhor do que ontem.

 

 

 

*SWEAT LODGE É UMA SAUNA SAGRADA, usada nas cerimônias xamânicas de reverência, reconexão, agradecimento e busca do autoconhecimento. Ao entrar, saúde as quatro direções, norte, sul, leste e oeste. Reze pelas árvores (“o povo em pé”), pelos animais (“companheiros e guias”) e por todos os seres. Fogueira e cânticos também precedem o ritual maior de purificação:a sauna sagrada. Chamada pelos índios americanos de sweat lodge, e pelos andinos de temaskal, a tenda representa o útero da mãe terra.

Ao entrar nessa espécie de sauna primitiva com pedras incandescentes, impregnadas do cheiro de plantas como sálvia, cedro e capim-limão, é preciso dizer: “Por todas as nossas relações”. Ali, explicam os iniciados, assume-se um compromisso. Você não precisa ser xamã ou pajé para saber que, ao submergir na escuridão da tenda, está atendendo a dois “chamados”: buscar o autoconhecimento e contribuir para a felicidade de seus próximos e do planeta.

Faxinas, voltas, aranhas e afins

Tou voltando… aos pouquinhos, rearrumando a vida pra ter mais tempo.

Começo de ano, novos planos, projetos,  idéias… Mas pra começar tudo direitinho, teve que rolar aquela faxina básica: limpei todos os cantinhos, joguei o que não serve mais fora, tirei as teias de aranha, espantei os insetinhos.

Deu trabalho, mas eu garanto que vale a pena.

No dia seguinte, corpo moidinho e olhos novos de ver as coisas. Casa nova. Vida nova. Teve uma energia que chegou com a limpeza e outra que levou embora um monte de coisas incontabilizáveis. Amém.

Entonces, foi disso que me ocupei no dia seguinte ao Natal – Graças a Deus em muito boa companhia. Faxina de lavar, com água corrente, a casa. De tirar as coisas tooodas de dentro e reorganizar tudo em novos lugares. Novos espaços dão uma sensação diferente… De coisas possíveis. Mesmo no mesmo lugar de sempre.

Mas depois que eu descobri que era boa faxineira – em companhia de um ótimo faxineiro! 😉 –  acho que o que eu aprendi de melhor em 2010 foi ouvir, tentar esquecer os julgamentos, tentar me colocar no lugar do outro, respeitar sempre, independente do que seja e por menos que eu concorde.  E falar menos, sabe?

Então acho que em 2011 vamos continuar no treinamento.

Mas tem outros projetos em andamento.  O primeiro que já está começando é esse aqui: www.minusculosassassinatos.com.br.

Torçam, venham ver, me dêem opinião!

beijos e ‘vamo que vamo’ que a ladeira é íngreme mas a gente gosta de subida!

ps: tou pra lançar uma campanha: “Mulheres pela delicadeza no trânsito!”. Depois eu conto mais.