Arquivo da categoria: Uncategorized

Começam em breve dois momentos importantíssimos no Brasil: Copa e Eleições.

Nossa Democracia tá dodói, mas ta viva! E os alucinados com banzo dos porões não conseguirão nada.

Surgirão, daqui pra frente, acusações de lado-a-lado, cada dia mais viscerais, injustas, sujas e baixas (e quase nunca verdadeiras), estratagemas, combinações, acordos surreais, tudo em nome da governabilidade e /ou da democracia, da liberdade política e de imprensa… Como em campanha adoooram fazer –  avec total aprovação e palminhas de uhuuu por parte dos candidatos e seus partidos. Aliás, deveríamos saber quem são estes sujeitos, os marketeiros, durante a campanha, não é?

Sim, porque não temos plataformas políticas REAIS há alguns anos. Só promessas publicitárias de campanha. E já que são eles os “cabeça” dessa parada… Deviam se apresentar, junto com os candidatos pra bater um papo e tal. Ai a gente poderia perguntar a ambos, se sabem que existe uma Função Social na profissão… Ou se dinheiro (e poder) justifica tudo sempre amém.

Não me entenda mal. Este não é um ataque aos publicitários e marketeiros, mas antes um desabafo pra lá de decepcionado, um muxoxo de tristeza e desesperança, sobre a falta de políticos de fato. Comprometidos, humanos, responsáveis, éticos e COM REPRESENTATIVIDADE (essa palavra caduca…).

A Copa tb vem ai… e pra galera do copo meio vazio ou das teorias conspiratórias, eu queria fazer uma pergunta: se em 1950 fizemos uma, por que não faríamos em 2014 mesmo??

Hum?

Tá certo que a TV diz todo dia que as obras não acabaram, que a Fifa vai suspender, que a cidade tal não terminará a tempo, que a obra tal foi superhiperultra superfaturada( como se só estádios o fossem)… Apesar de terem assinado a exclusividade de cobertura dos Campeonatos de futebol do mesmo jeito de sempre e achando lindo que estes coliseus caibam cada dia mais público (mas disso não se fala).

Ai vem os jornais e dizem também que a polícia é truculenta e terrível e atira e mata. E temos Claudias e  Amarildos às pampas, sem que nenhum de nós sequer sonhe! São aqueles que não entram nas estatísticas… todos-os-dias. Mas a TV precisa te contar tudo que aconteceu com a Cláudia, 345 vezes numa semana, no começo do seu dia, no seu almoço ou antes que você se deite. E por que será? Que linha editorial é essa? Será que eles finalmente entenderam que a Cláudia merece o mesmo tratamento que a filha da Glória Peres?!

Não. É pra você saber com quem está falando, amigo. E que se você for pra rua, se manifestar, é com eles que vai encontrar. Tendeu?  

Ah mas o cinegrafista amador  e a Mídia Ninja tão ai mostrando tudo… Foi por isso que eles tiveram que fazer a matéria, pq ia vazar e ai eles iam tomar a bolada nas costas. Ah, cê jura?

Se eu te contar o sem número de boladas nas costas que se toma numa redação e o editor-chefe  nem treme…

O que eu acho mesmo é que falimos na tentativa de contar a nossa história, do nosso país e do nosso povo, com a responsabilidade de formar cidadãos críticos, bem alimentados de conhecimento, via meios de comunicação… Tudo virou uma grande ficção movida exclusivamente pelo dinheiro=poder politico.

Teremos Copa. Teremos Eleições. Teremos gente se manifestando. E essa gente vai meio que nem cego em tiroteio, reclamando dos mega eventos, reclamando da Fifa, da educação, do transporte, da saúde, mas reclamando por um tratamento cidadão em todos os aspectos, porque a manifestação mais importante é a da insatisfação, da indiganação generalizada, mesmo que eles não saibam o que fazer com isso, já que a Educação e a Mídia formaram consciências franksteinianas. E sobre isso tudo teremos a mídia contando nossa história do mesmo jeito dela de sempre: fragmentado, enviesado, tendencioso e, sobretudo, irresponsável, irmão-gêmeo dos sujeitos lá do primeiro parágrafo que fazem campanhas e pagam por elas (sem mencionar os financiadores).

Aí, amigos, o que nos resta é fazer uma força-tarefa pra assistir ao vivo, explicar, detalhar, clarear, compartilhar e tentar construir com os nossos filhos, amigos e colegas um relato mais fiel dos acontecimentos, pra que a gente possa, quem sabe juntos, encontrar caminhos alternativos, respostas, esperanças.

Essa colcha de retalhos ta feia… e com a tática da bomba ninja a cada novo aperto de quem importa a eles… a gente tá ficando esquizofrênico.

É que eu tou exausta. Não sei você.

E ai?

Topa?

Me diz o que você sente?!

Gosto de estar no mundo

“Foram os melhores momentos que me fizeram ficar…”  Tem um samba de amor que começa assim. Mas não foi uma história de amor que me trouxe aqui, nesse lugar que eu gosto de estar.

Foram várias. Umas lindas e cheias de detalhes… já que só elas sabem fazer um amor especial: as pequenas e cotidianas miudezas. Outras doídas, tortas e cheias de defeito.

É certo que gostaria de alguns perdões. Devo conceder alguns outros,  antigos e quase sempre esquecidos, na gavetinha mofada da memória.  Confortavelmente abandonados…

Mas era do lugar que estou hoje que eu queria falar.  Era do prazer de me sentir aqui, mesmo com todos os entraves, dores, correrias, empacadas, tropeços e erros…

Apesar de tanta loucura, das disparidades, das feiuras, no meu corte, desse ângulo, tento sempre ver o mais bonito. O que certamente é também um tipo de loucura… mas me dá essa sensação de conforto. Gosto de estar no mundo.

Perigo: delivery de waffles

Dica Baleia do dia: waffles.

quadrado

foto

Desculpa aí se você esperava uma dica de festa, de um evento cultural incrível. É isso mesmo, a minha sugestão de fim de semana é waffle com geleia. Esse friozinho, uma xícara de café, uma cobertinha… o fim de semana perfeito vai começar.

O waffle do “À Table” foi a descoberta da semana, graças à minha amiga Dani Cadena, uma das que mais contribuem para o nosso Quadrado. Você liga, encomenda, e eles entregam na sua casa os pacotinhos de waffles prontos – basta esquentar na tostadeira ou na sanduicheira, e ainda pode congelar. Céu na terra, não é não?

Cada pacote vem com três waffles e sai por R$ 6 (ou R$ 5 se você levar pelo menos três). A taxa de entrega varia de acordo com o local, mas como você pode congelar, dá pra fazer um estoque logo.

Fiquei tão feliz em ter waffle em…

Ver o post original 145 mais palavras

De molho, no Dia do Silêncio

image

Fui literalmente atacada por uma sinusite… Os chineses dizem que é choro mal chorado. Eu, que é ar condicionado. E mais não digo porque hoje é dia de calar. ######################## Os dias estão muito cheios de nuvens pra essa época do ano… Já foram mais azuis. ######################## Gaia & Baru, meus cães, enlouquecem quando estou em casa de dia… Mas se eu adoeço, Gaia me segue e quer porque quer ficar dentro de casa, me olhando, me cuidando, tirando minha temperatura, me dando remedinhos. 😉

Oração Xamã

 

SWEAT LODGE*

 

Que você tenha hoje e a cada dia…

Felicidade para manter a doçura

Provação para manter a firmeza

Tristeza para manter-se humano

Esperança para ser feliz

Sucesso para manter a garra

Família e amigos para lhe dar conforto

Dinheiro para suas necessidades

Fé para banir a depressão

E determinação para fazer com que

cada dia seja melhor do que ontem.

 

 

 

*SWEAT LODGE É UMA SAUNA SAGRADA, usada nas cerimônias xamânicas de reverência, reconexão, agradecimento e busca do autoconhecimento. Ao entrar, saúde as quatro direções, norte, sul, leste e oeste. Reze pelas árvores (“o povo em pé”), pelos animais (“companheiros e guias”) e por todos os seres. Fogueira e cânticos também precedem o ritual maior de purificação:a sauna sagrada. Chamada pelos índios americanos de sweat lodge, e pelos andinos de temaskal, a tenda representa o útero da mãe terra.

Ao entrar nessa espécie de sauna primitiva com pedras incandescentes, impregnadas do cheiro de plantas como sálvia, cedro e capim-limão, é preciso dizer: “Por todas as nossas relações”. Ali, explicam os iniciados, assume-se um compromisso. Você não precisa ser xamã ou pajé para saber que, ao submergir na escuridão da tenda, está atendendo a dois “chamados”: buscar o autoconhecimento e contribuir para a felicidade de seus próximos e do planeta.

Vou tatuar nas costas

Medalha de São Bento

Na face onde está a Santa Cruz, encontramos quatro letras entre suas hastes: C S P B, que significam: Crux Sancti Patris Benedicti – Cruz do Santo Padre Bento .

Na haste vertical lê-se: C S S M L,  que significam: Crux Sacra Sit Mihi Lux – A Cruz Sagrada Seja A Minha Luz.

Na haste horizontal lê-se: N D S M D, que significa: Non Draco Sit Mihi Dux  – Não Seja O Dragão O meu Guia.

Em volta da Medalha, circundando a cruz, figuram as letras: V. R. S. N. S. M. V. S. M. Q. L. I. V. B., que representam: Vade Retro Satana,Nunquam Suade Mihi Vana, Sunt Mala Quae Libas, Ipse Venena Bibas – Retira-te Satanás, Nunca Me Aconselhes Coisas Vãs, É Mal O Que  Tu Ofereces, Bebe Tu Mesmo Os Teus Venenos.

Na outra face aparece então a efígie de São Bento, contendo em uma das mãos a Cruz e na outra a Regra escrita por ele. Ainda vêem-se escritos também Crux Sancti Patris Benedicti – Cruz do Santo Padre Bento

No meio do caminho tinha… Um degrau…

 

ZEN… ter ponderação, equilíbrio… às vezes tou tão distante disso.

Muitas vezes eu acho que esperar é a melhor opção. Silenciar, guardar, me resguardar. Poupar minha saliva, meus argumentos.  Mas termino dizendo. Falo antes do tempo certo, eu acho.

Eu devo ter alguma necessidade de verbalizar as coisas, porque não é possível… vcs não imaginam a força que eu faço pra ficar quieta.

Embora a quietude e o silêncio tb me sejam caros e tenham lugar de destaque no meu hall of fame de comportamentos e situações.

No entanto, eu oscilo e termino ficando muito menos tempo do que eu gostaria assim: sossegada.

Pode ser a época, podem ser os últimos acontecimentos ( de uns 4, 5 meses pra cá). Até meu sono tem sido breve… e leve.

Ai a criatura um dia acorda rouca ( pra bom entendedor, shut up your fucking mouth, né?) e no dia seguinte rompe os ligamentos do tornozelo direito ( e o dotô manda ficar 10 dias de pé pra cima, devidamente paramentada por uma botinha de robocop)… Quer dizer, é pra ficar quieta e calada ou o quê?

 

Preciso voltar a meditar.