Arquivo da tag: EUA

Obama!

Ganhoou de la-va-da!
Um sujeito com a cabeça bem mobiliada, como diria meu pai, na Casa Branca, já é uma mudança e tanto!

O REM tava fazendo show em Santiago do Chile quando soube. E comemoroou com “I Believe”!
Eu achei lindo!

E não deixem de ler o Idelber. Se vc não tinha entendido o “tchãn” da coisa, vá lá saber porque o site tem esse nome (e chorar um pouquinho com ele)! Isso que é Biscoito Fino!

Hein? Hein?

(Legenda: “tem mais, Deus?!” ou “Senhor, como assim, vamos supor?”)

Cadê os bracinhos?
Repare na belezinha da camisa de força.

Se tem uma coisa que me desgasta horrores é prolongar sofrimento. Acho desnecessário, pra dizer o mínimo. E, descontando-se todas as possibilidades de crueldade embutida, eu acho burro.

Outra coisa que abomino é a tal da grosseria. Tanto jeito de se dizer as coisas, né?
Coisa de quem opta pelo desgaste, pelo mal estar…coisa de quem tá habituado à falta de educação. Coisa de quem não se põe no lugar do outro. Nunca. Quero toda a distância possível, por favor.

E, ainda no assunto, ODEIO quem fala alto demais, quem grita. Não é do grito de “Oi, amoooooor!” que eu tou falando. É berro, sabe? Grito de descontrole, de quem num dá conta de levar a conversa na argumentação, de quem quer que outras pessoas ouçam o barracolê…

…Mas eu adoooro com todas as forças quando o tiro de um mané desse sai pela culatra.

Eu falto sair cantando.

***

Virge, as eleições foram boas pra vc?
Ou só eu adorei ver que o Netinho do velho Metralha, o Al-quem-min, o Trivella e o Mau-luf tenham tomado tamanho caixote?
É isso que chama, fios: Caixote. Quando a onda vem, dobra por cima e te leva pro fundo numa longa e asfixiante cambalhota. Tem o bonus de ralar queixo, cotovelos, joelhos e peito, se o caldo for no mar do Rio. Né, pastor?

hahaha a gente trabalha muito mas se diverte!

Agora, se eu tivesse pago por uma pesquisa dessas, beibe. nem sei…

***

O povo nos Istaites tá ruim até pra fazer pesquisa. Eu li anteontem (sei lá, segunda eu acho) num jornal de SunPaolo, que a Palhan tinha mais rejeição das mulheres do que dos homens. Eu vibrei, no primeiro parágrafo.

Adiante, o cabra lá disse que não era uma antipatia política, não era por considerarem a Palhan fraquinha, doidinha, radicalzinha, de direitona, ou por ser vice do McQuem…nada disso. Era por se sentirem acuadas, intimidadas e desconfortáveis, por ela ser uma mulher BONITA.

Chorei do terceiro parágrafo until the end.

Às vezes eu acho que eles me-re-cem cada segundo dessa crise.

(Marola, camarada? Corta pro Lula surfando uma onda gigante)
***

Tanta coisa acontecendo, né?
Afe!

E o fim do ano taí, logo na frente? O povo já me pediu pra marcar férias e quer saber se eu trabalho no plantão de Natal ou de Reveillón!?

Gente, OUTUBRO só começou!

***

Criaturas de Fauland,
pelamordesantocristoredentor, dêem notícias dessa noite, do dia, da madruga, dos livros, dos beijos, das vódegas! Da Lêda (ah, e eu já solicitei a cópia pra Cristina Ferreira)!

Até porque NáLúcia se-quer atendeu meu telefonema. E Hew deixou o telefone com o fi-o-te. E Marida deu per-di-do, desligou o telefone e/ou emudeceu o bicho… ou não me atendeu de pura soberba, já que tem umas e outras que num podem com a proximidade do poder, sobem na caixinha e têm vertigem. Tem dessas, num tem?
E pra Tela eu num liguei que eu fiquei com medo…depois o marido tá do lado…sabe Deus…

***

Hoje eu fui ao almoço de despedida da Dani (chuif, chuif), com Yaso, DPádua, Pedro Ivo, Waltin, MárioMarco e Weverson e Emerson. Ótima cia. e boa comida mexicana pra desopilar.

E ainda tomamos café nessa casa de chocolate Belga, meu bem, pro meu desespero!

Em contrapartida, consegui a suprema proeza de perder a estréia do Arthur, o Sem Censura do ano e o aniversário da minha sister Cintilante… Além de ter perdido o aniversário do Morillo ontem tb. Logo, concluo que meu nominho anda em muitas listas negras por este mundo.

Eleições Brasil 2008

Depois das Olimpíadas e durante a cobertura de Paraolimpíadas (que em breve estará no ar!), vamos finalizar a cobertura e o hotsite das Eleições Brasil 2008.

E essa é uma notícia alvissareira!


Blogueiros viram estrelas nas convenções eleitorais norte-americanas

Postado por Carlos Castilho em 20/8/2008 às 11:33:31 AM

Pela primeira vez na história eleitoral dos Estados Unidos, produtores de páginas pessoais na Web receberão tratamento VIP nas convenções que ratificarão os candidatos à sucessão do presidente George W. Bush.

E quem está promovendo a entrada triunfal dos blogueiros no circo eleitoral norte-americano é a empresa Google, que preparou instalações especiais para 500 editores de weblogs acreditados para cobrir a convenção democrata, marcada para a semana que vem, na cidade de Denver, estado do Colorado. É quase 100 vezes mais do que o total de blogueiros credenciados pelo partido na convenção de 2004.

A Google criou uma tenda especial para os autores de blogs com facilidades de fazer inveja aos profissionais da grande imprensa norte-americana. Todos os equipamentos imagináveis estarão à disposição dos blogueiros com credencial, mediante o pagamento de 100 dólares, durante os três dias da convenção.

Mais importante que isto, a Google oferecerá uma conexão especial à internet com mais amplitude de banda do que a disponível pelas emissoras de televisão. O objetivo é tornar quase instantânea a publicação no site YouTube (uma empresa Google) de vídeos produzidos pelos blogueiros, usando câmeras digitais que também serão cedidas aos credenciados.

Tanta generosidade e ostentação tornaram ainda mais intensos os comentários de que a empresa mais valorizada da internet parece decidida a aumentar a sua concorrência com os canais convencionais da mídia, usando os weblogs como instrumento.

A estratégia da Google é oferecer aos produtores independentes de informações as ferramentas digitais necessárias para que eles possam competir com os profissionais. Entre estas ferramentas estão programas como uma coleção especial de mapas eleitorais, com base no Google Maps, e especialmente desenvolvida para a cobertura da campanha eleitoral de 2008.

Além disso, os blogueiros terão à disposição um sistema de transcrição de discursos, chamado Elections Vídeo Search, por meio do qual é possível obter o texto quase ao mesmo tempo em que é pronunciado. Os habitantes da tenda eleitoral da empresa Google também terão ao seu dispor uma versão customizada do programa Google Reader, por meio da qual receberão em seus computadores tudo o que for publicado no mundo sobre os candidatos e as convenções presidenciais norte-americanas.

Está cada vez mais claro que a aposta midiática da Google está no desenvolvimento de ferramentas capazes de fortalecer a blogosfera, habitada hoje por cerca de 120 milhões de blogs, dos quais 20% a 25% se dedicam à coleta de informações variando desde noticias políticas até crônicas pessoais.

Trata-se de uma aposta cuja importância estratégica é enorme, pois está voltada para a futura configuração do ambiente midiático, o ambiente onde circularão os dados, notícias e informações responsáveis pela geração de conhecimentos na era digital.

Para a mídia convencional, é mais um desafio de peso. As próximas convenções eleitorais norte-americanas podem ser um parâmetro de comparação entre a performance de profissionais e de autônomos na cobertura de eventos onde há poucas notícias e muitos rumores de bastidor.

Quer fazer uma proposta, uma sugestão?

“Não se tolha” é o nosso lema!

Fale comigo AQUI.